ALCOÓLICOS ANÔNIMOS  e Al-Anon

 

Grupo São Judas Tadeu

Reuniões  Aberta às Segundas e Sextas  às 19h

Entrada pela Rua: LINS DO REGO - Centro Pastoral São Judas Tadeu

 

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS é uma irmandade de homens e mulheres que compartilham suas experiências, forças e esperanças, a fim de resolver seu problema comum e ajudar outros a se recuperarem do alcoolismo.

O único requisito para tornar-se membro é o desejo de parar de beber. Para ser membro de A.A. não há taxas ou mensalidades; somos auto-suficientes, graças às nossas próprias contribuições.

A.A. não está ligada a nenhuma seita ou religião, nenhum movimento político, nenhuma organização ou instituição; não deseja entrar em qualquer controvérsia; não apóia nem combate quaisquer causas.

Nosso propósito primordial é mantermo-nos sóbrios e ajudar outros alcoólicos a alcançar a sobriedade.

 

Os Doze passos que demos e que são sugeridos como um programa de recuperação:

01. Admitimos que éramos impotentes perante o álcool – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.


02.
Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.


03.
Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.


04.
Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.


05.
Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.


06.
Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.


07.
Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.


08.
Fizemos uma relação de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.


09.
Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.


10.
Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.


11.
Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.


12.
Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a esses Passos, procuramos transmitir essa mensagem aos alcoólicos e praticar esses princípios em todas as nossas atividades.

 

As Doze Tradições de Alcoólicos Anônimos

1. Nosso bem-estar comum deve estar em primeiro lugar; a reabilitação individual depende da unidade de A.A.

2. Somente uma autoridade preside, em última análise, o nosso propósito comum - um Deus amantíssimo que Se manifesta em nossa consciência coletiva. Nossos líderes são apenas servidores de confiança; não têm poderes para governar.

3. Para ser membro de A.A., o único requisito é o desejo de parar de beber.

4. Cada Grupo deve ser autônomo, salvo em assuntos que digam respeito a outros Grupos ou a A.A. em seu conjunto.

5. Cada Grupo é animado de um único propósito primordial - o de transmitir sua mensagem ao alcoólico que ainda sofre.

6. Nenhum Grupo de A.A. deverá jamais sancionar, financiar ou emprestar o nome de A.A. a qualquer sociedade parecida ou empreendimento alheio à Irmandade, a fim de que problemas de dinheiro, propriedade e prestígio não nos afastem de nosso propósito primordial.

7. Todos os Grupos de A.A. deverão ser absolutamente auto-suficientes, rejeitando quaisquer doações de fora.

8. Alcoólicos Anônimos deverá manter-se sempre não-profissional, embora nossos centros de serviços possam contratar funcionários especializados.

9. A.A. jamais deverá organizar-se como tal; podemos, porém, criar juntas ou comitês de serviço diretamente responsáveis perante aqueles a quem prestam serviços.

10. Alcoólicos Anônimos não opina sobre questões alheias à Irmandade; portanto, o nome de A.A. jamais deverá aparecer em controvérsias públicas.

11. Nossas relações com o público baseiam-se na atração em vez da promoção; cabe-nos sempre preservar o anonimato pessoal na imprensa, no rádio e em filmes.

12. O anonimato é o alicerce espiritual das nossas Tradições, lembrando-nos sempre da necessidade de colocar os princípios acima das personalidades.

     

Reuniões  Aberta às Segundas  às 19h

Al-Anon

O Al-Anon é uma associação paralela, mas independente do AA, que oferece apoio aos familiares dos alcoólicos. Há, também, grupos preparados para atender os filhos dos dependentes. São os Al-Ateen.
Essas instituições foram criadas porque a família torna-se co-dependente do álcool e precisa tratar da neurose que adquiriu na convivência com a pessoa que bebe.
Embora a doença manifeste-se igualmente em ambos os sexos, talvez por preconceito mais homens procurem o AA e mais mulheres, o Al-Anon. Muitas vezes, quem busca o Al-Anon o faz em função do doente que tem em casa na esperança de encontrar um meio eficiente para afastá-lo da bebida. Engana-se, porém. No Al-Anon encontrará pessoas que estão ou foram afetadas pela maneira de alguém beber e que se preocuparão apenas com os familiares e/ou amigos dos alcoólicos conforme suas necessidades específicas. Ali todos são iguais, pois todos foram atingidos pelo mesmo tipo de problema.
O primeiro passo do tratamento é eliminar qualquer resquício de sentimento de culpa que cônjuges e pais possam carregar. Afastada a culpa, o relacionamento assume outra dinâmica e o alcoólico percebe a diferença. Mais fortalecida, não raro a família consegue que o dependente aceite ajuda.
Normalmente, as pessoas que procuram o Al-Anon estão desestruturadas física e psicologicamente, sem esperança de vida melhor. Num ambiente de afeto e cumplicidade, elas descobrem que têm um doente em casa e que o problema atinge a todos que o cercam. Descobrem, também, que não está em suas mãos promover a recuperação do alcoólico, mas que está em suas mãos buscar caminhos mais felizes para quem vive ao lado de quem bebe. A proposta do Al-Anon é ajudar a família a reprogramar a própria vida com comprometimento e responsabilidade, independentemente do que possa acontecer com o usuário de álcool.
 

 

 

Informações retiradas do site Oficial do AA: www.alcoolicosanonimos.org.br

Voltar